EndoPelvic - Centro Multidisciplinar de Endometriose
Acesso restrito Acesso Restrito

Dicas de Fisioterapia para Endometriose

Menos de um quarto das mulheres em período fértil pode ser acometida pela Endometriose, que é uma doença que afeta o órgão reprodutor feminino. Sua ocorrência se dá quando o endométrio atinge outros sistemas internos da mulher. O ovário, a bexiga e outras regiões podem ser afetadas por esse fenômeno.

Não há explicações científicas para o seu surgimento. Algumas teorias, porém, apontam para uma possível alteração no sistema imunológico e até mesmo a possibilidade de estar relacionada com fatores genéticos. O diagnóstico tardio faz com que o tratamento seja mais difícil.

Os sintomas mais comuns da endometriose são cólicas fortes, dor durante a relação sexual, alterações urinárias e intestinais no período de menstruação e existem situações em que pacientes ficam com dificuldades para engravidar. A tendência é a de que as dores se tornem maiores e constantes. Além disso, algumas mulheres apresentam capacidade funcional alterada por conta das intensas dores.

A fisioterapia pode usar recursos para diminuir a dor como massagem perineal, eletroestimulação, crioterapia, biofeedback, exercícios perineais, consciência perineal e corporal, melhorando a qualidade de vida da paciente.

Se você ou alguém que você conhece apresenta algum dos sintomas descritos, procure um profissional da saúde o quanto antes, pois o problema tende a piorar com o passar do tempo.

As dicas que seguem são para reduzir as chances de adquirir a endometriose, que também está relacionada com a qualidade de vida de cada uma. Seguem dicas:

  •     Exercícios físicos podem reduzir os sintomas da endometriose;
  •     Mantenha uma alimentação saudável;
  •     Durma de forma regular;
  •     Faça atividades relaxantes que possam diminuir o estresse, pois elas contribuem para a prevenção da doença;
  •     Antes de se automedicar realize consultas médicas.

Fonte: http://www.fisioterapeutarodrigoperes.com.br/dicas-de-fisioterapia-para-endomentriose