EndoPelvic - Centro Multidisciplinar de Endometriose
Acesso restrito Acesso Restrito

Março: Mês Mundial da Conscientização da Endometriose

Março: Mês Mundial da Conscientização da EndometrioseMarço é o mês mundial da conscientização da endometriose. Existe a semana internacional europeia e americana, que vai de 4 a 11, mas o importante não é a data, mas sim o mês. Em março, muitos países ficam amarelo (a cor oficial da fita da endometriose), onde cada país celebra no mês sua data para conscientizar mais a população sobre a doença.

Calcula-se que, em todo o mundo, 176 milhões de mulheres sofram com a endometriose. É como se quase a população inteira do nosso país fosse formada por mulheres com o problema. Apesar de serem muitas as afetadas, conseguir um diagnóstico ainda é um desafio comum à maior parte delas. Um estudo feito nos Estados Unidos, no Reino Unido e na Austrália calculou em 9,28 anos o tempo que se leva desde o surgimento da doença até o diagnóstico.

Metade desse período (4,67 anos) costuma ser o tempo que a própria paciente leva até buscar ajuda médica. A outra metade geralmente é gasta de médico em médico, de exame em exame, até se conseguir fechar o diagnóstico correto.

Isso mostra a importância de se educar tanto as pacientes quanto os profissionais de saúde sobre os sintomas e os métodos de diagnóstico da endometriose, uma doença que, além de muita dor, pode levar à infertilidade.

Se todos estiverem atentos aos sinais dados pela doença, é possível descobri-la muito mais rapidamente, tornando o tratamento muito mais efetivo. Por essa razão, foi criado o mês de conscientização sobre a endometriose. Comemorado mundialmente em todos os meses de março, o período serve para levar informação à sociedade sobre o que é a doença e sobre como ela pode ser descoberta e controlada.

ALGUNS SINTOMAS DA ENDOMETRIOSE:

  • Dor local: parte inferior das costas, parte inferior do abdômen, pélvis, reto ou vagina
  • Tipos de dor: aguda, forte ou leve
  • Dor circunstancial: durante a relação sexual
  • Na menstruação: menstruação anormal, menstruação dolorosa, menstruação irregular, menstruação pesada ou sangramento pela vagina
  • No aparelho gastrointestinal: constipação, eliminando quantidades excessivas de gases, incapacidade de esvaziar o intestino ou náusea
  • Na virilha: sangramento vaginal ou sangramento vaginal anormal
  • Também comum: dor ao defecar, hiperalgesia, infertilidade ou sensação de estufamento abdominal